A farol mais antigo do mundo

O mar tem várias histórias, monumentos e belezas. Há muito tempo o utilizamos para viajar, trocar produtos, conhecer novos caminhos. Mas nessas aventuras marítimas, muito perigosas nos séculos passados, sempre precisamos de auxílio para sabermos nos localizar.

Você lembra um pouco da história do Império Romano? Considerado um dos mais poderosos do planeta, durou centenas de ano, até sua queda no século V. No século I, durante sua época de ouro, construiu uma estrutura para auxiliar os marinheiros: a Torre de Hércules, que está de pé até hoje.

benevale2-1.jpg.1340x450_default.jpg

Foto: reprodução / Benevale


Dois mil anos atrás, esse Império estava construindo estruturas que fossem úteis para o povo que podia se aproveitar delas. Aquedutos, monumentos públicos, teatros, estradas, faróis.

Na região espanhola da Galiza, especificamente onde hoje fica a cidade de Corunha, a estrutura que auxiliou durante séculos vários povos de navegadores foi erguida. Dedicada ao deus greco-romano Marte, ela assistiu muitos eventos históricos passarem por sua região.

O apogeu do Império Romano, as invasões bárbaras, a presença dos Mouros e dos Vikings, a retomada da cultura latina europeia, a ascensão da Igreja Católica, as Grandes Navegações, etc: foram vários os cenários em que o farol esteve presente, eventualmente servindo para navegantes de diferentes povos e propósitos.

benevale-1.jpg.1340x450_default.jpg

Foto: reprodução / Benevale

 

Durante a Idade Média, presume-se que o farol ficou esquecido pelos povos da região, servindo apenas como ponto de referencia, sem iluminar o mar. No século XVI, volta a funcionar e ganha uma nova escada para que seu topo possa ser atingido. No século XVIII, ganha uma reforma, em que ganha sua aparência neoclássica atual – que é bem próxima da original, por sinal -, com sua torre de 55m de altura.

Desde então, o farol recebeu todas as inovações tecnológicas que estruturas desse tipo ganham, nunca perdendo seu propósito. Hoje, possui áreas para estudos arqueológicos, turismo histórico por dentro das ruínas romanas e estruturas por onde visitantes podem subir para avistar o mar.

benevale3-1.jpg.1340x450_default.jpg

Foto: reprodução / Benevale

 

Em 2009, essa incrível construção foi considerada patrimônio histórico mundial pela UNESCO. Com uma história dessas, é impossível não pensar que esse monumento faz parte de nossa história.

 

Fonte: Benevale.